Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ice AVenturaS

A Aventura de estar no topo do meu Iceberg... Ou seja, da minha mente! Pensamentos, reflexões, experiências, assuntos sérios ou maluquices da pessoa, mãe e psicóloga... Uma viagem talvez alucinante e meio louca!

Ice AVenturaS

A Aventura de estar no topo do meu Iceberg... Ou seja, da minha mente! Pensamentos, reflexões, experiências, assuntos sérios ou maluquices da pessoa, mãe e psicóloga... Uma viagem talvez alucinante e meio louca!

O Verdadeiro Anúncio de Emprego

Há coisas que me fazem uma certa confusão e me custam a perceber (ninguém é perfeito!)...

 

Os organismos estatais são obrigados a fazer o Recrutamento e Selecção obedecendo a vários critérios definidos na lei. Tentando ou não influenciar os resultados desses procedimentos (não é isso que pretendo discutir agora), mas a verdade é que têm de seguir certos parâmetros.

 

Já os privados não!

Não existem nada na lei, que eu saiba, que os obrigue a abrir concursos, nem a obedecer a critérios de seleção e priorização, nem a divulgar os resultados das diversas etapas do processo...

E é aqui que surge a minha confusão...

 

Para quê fazer um anúncio a dizer que abriu concurso e, criar expectativas e esperanças num "bando de ingénuos", quando pretendem na realidade colocar um "Factor C"?

Se há necessidade de contratar mais pessoas e o "Factor C" não está já à espera, então, porque não mandar um mail a conhecidos e amigos a perguntar onde param os "Cs"? Sempre ficava entre amigos e não se criavam falsas esperanças em ninguém...

 

Depois, se o e-mail enviado não surtisse efeito, aí sim!

Mas, por questões de clareza, sugeria o seguinte texto para o anúncio de abertura de concurso:

 

A todos os interessados, amigos e conhecidos:

 

A «Empresa/Instituição XPTó» encontra-se em processo de recrutamento para a função de «qualquer coisa».

 

Requisitos:

- "Factor C" (eliminatório- só serão consideradas candidaturas sem este requisito, caso não exista uma única candidatura que o apresente)

- Experiência Profissional prévia na função (facultativo, em caso de possuir "Factor C")

- Conhecimentos e Formação relevante para as funções (facultativo, em caso de possuir "Factor C")

- CV relevante para as funções (facultativo, em caso de possuir "Factor C")

- Competências Pessoais: boas relações e capacidade de negociação com políticos ou pessoas bem posicionadas (também se aceita grau de parentesco com as pessoas referidas)

 

Oferece-se:

- Contrato de Trabalho,

- Remuneração e outras condições de acordo com "Factor C" apresentado.

 

 

Não vos parece bem? Assim, ao menos, uma pessoa já sabia ao que ia e as probabilidades que tinha!

Este sim me parece que seria o verdadeiro anúncio de emprego!